Advogados

« Voltar

Kenneth Antunes Ferreira

Kenneth Antunes Ferreira

Áreas de atuação

Mercado de Capitais, Bancário e Operações Financeiras, Project Finance, Fintech

Informações de contato

Unidade: São Paulo
Telefone: (55 11) 5086-5559

Vcard

Experiência Profissional

Kenneth tem mais de 15 anos de experiência em mercado de capitais e direito bancário, tendo passado por grandes instituições financeiras e escritórios, tanto nacionais como internacionais. O advogado trabalha em estruturação e negociação de documentos relativos a operações financeiras e de mercado de capitais, notadamente em operações de crédito estruturado. Também possui vasta experiência em instituições financeiras, com regulação e supervisão do Banco Central. Entre 2008 e 2009, foi associado estrangeiro no escritório Davis Polk & Wardwell, em Nova York.

Reconhecimento:

Recomendado pelos relevantes guias jurídicos internacionais Latin Lawyer 250, The Legal 500 e IFLR 1000.

Idiomas:

  • Espanhol
  • Inglês

Formação acadêmica:

  • Mestre em Direito Comercial pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), em 2008.
  • MBA Executivo em Finanças Corporativas pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais de São Paulo (IBMEC-SP), em 2004.
  • Cursou Advanced Business Law e International Business Law, organizado pela Mt. San Antonio College, EUA, em 1997.
  • Graduado em Direito pela Universidade Paulista, em 2000.

Atividades adicionais:

  • Membro do comitê legal da Associação Brasileira de Bancos Internacionais (ABBI).

Publicações:

  • Artigo "Lei de Falências e os Desafios para Novas Captações de Recursos", publicado no Portal Jota, em 2016.
  • Artigo "Os Contratos Derivativos e a Crise Econômica Mundial", publicado no site Migalhas, em dezembro de 2008.
  • Dissertação "Contrato Derivativo Não Padronizado: Impropriedade de sua Classificação como Valor Mobiliário", apresentada na defesa do mestrado em Direito Comercial na PUC-SP, 2008.
  • Artigo "New Rules for Brazilian Investment Funds and Fund Managers", na publicação Latin American Law & Business Report, 2004.

« Voltar